Furões: o que precisa de saber para cuidar destes animais

Ainda que não sejam animais de companhia muito convencionais, os furões têm vindo a ganhar muita popularidade entre as famílias portuguesas. Estes patudos são conhecidos pela sua aguçada curiosidade, bem como pelo seu temperamento dócil e brincalhão. No entanto, antes de os receber na sua casa, há algumas características e necessidades especiais que deve conhecer. A Petslowcost dá-lhe uma ajuda.

 

Alguns dados importantes sobre os furões

Os furões têm um corpo delgado e comprido, com pernas rasteiras mas resistentes. Uma das suas características físicas mais salientes é a sua cauda, cujo tamanho costuma rondar os 15 cm. A cabeça é pequena e não costumam pesar mais de dois quilos. Quando bem tratados, têm uma esperança média de vida de oito a dez anos.

 

Ora, estes pequenos animais são conhecidos pela sua vivacidade. Por esse motivo, precisam de, pelo menos, três horas de atividade física por dia. Os passeios no exterior são, por isso, imprescindíveis. Para tal, é importante que utilize uma trela adequada ao seu tamanho, para que usufrua das idas ao exterior com toda a segurança e comodidade.

 

Por fim, importa referir que estes patudos são seres altamente sociáveis, que não devem ser mantidos sozinhos. Para lhes garantir uma vida feliz, precisa de assegurar a companhia de, pelo menos, um companheiro da mesma espécie.

 

Gaiola para furões

Para bem cuidar de um furão, é crucial que a gaiola onde passará grande parte do tempo responda a algumas necessidades. Antes de mais, devem ser espaçosas o suficiente para que os animais possam movimentar-se livremente (veja este exemplo).

 

Depois, deve garantir a presença de um comedouro e um bebedouro, bem como de um esconderijo. Além disso, mantenha sempre por lá uma manta, onde se possam aconchegar e aquecer, e alguns acessórios que estimulem a brincadeira.

 

Alimentação dos furões

No capítulo da alimentação, é importante que se tenha em conta que os furões são carnívoros. A sua dieta deve, pois, ter como base proteína de origem animal (costumam apreciar muito a de frango). É recomendável que lhes dê as rações especialmente concebidas para responder às necessidades dietéticas destes patudos, com alto teor de proteína. Ainda assim, em último recurso, podem ingerir comida para gato.

 

 

Com os cuidados certos, terá todas as condições para proporcionar uma vida equilibrada, saudável e animada aos seus furões. Cuide deles, com a Petslowcost!


WhatsApp disponível para qualquer questão