O que é o vírus leucemia felina (FeLV) e como se combate?

O vírus da leucemia felina, também conhecido por FeLV, afeta uma grande quantidade de gatos um pouco por todo o mundo. Independentemente da idade ou da raça, a transmissão deste vírus pode colocar em risco o bem estar destes patudos. Mas, afinal, como se transmite o FeLV? Que sintomas pode provocar? Como se pode tratar e prevenir? A Petslowcost reuniu algumas respostas para o ajudar a lidar com este problema.

 

O que é e como se transmite o FeLV?

O vírus da leucemia felina pertence à categoria dos retrovírus e apresenta características cancerígenas. A sua transmissão ocorre por via de contacto direto ou indireto entre gatos, através de secreções nasais ou oculares, urina, fezes, saliva e mordidas, ou pela partilha de comedouros, bebedouros e caixas de areia.

 

Desta maneira, pelas características específicas deste vírus, é preciso ter especial atenção em relação a locais em que convivem vários gatos. Por esse motivo, os animais com acesso à rua são considerados um grupo de risco neste âmbito.

 

Quais os sintomas da leucemia felina?

Depois da contaminação, a evolução da doença depende de um conjunto vasto de variáveis. Deste modo, nem todas as infeções levam ao aparecimento de leucemia felina, em virtude de fatores como a robustez do sistema imunitário ou o tipo do vírus a que foi exposto.

 

Quando a doença se expressa, há alguns sintomas que costumam verificar-se, como:

-       anemia;

-       inflamação da cavidade oral e consequente halitose;

-       otites e dermatites;

-       complicações gastrointestinais;

-       infeções bacterianas e virais, fruto do enfraquecimento do sistema imunitário.

 

Como tratar esta doença?

Infelizmente, a leucemia felina não tem cura. Porém, deve procurar-se combater, na medida do possível, os sintomas associados à doença. Assim, pode recorrer-se a medicamentos antivirais, a quimioterapia, a antibióticos e a antifúngicos.  Além disso, é fundamental que se fortaleça o sistema imunitário do patudo. Na Petslowcost, encontra uma série de produtos de excelência, como alimentos e suplementos, indicados para esse efeito.

 

Aconselhe-se junto do seu médico veterinário sobre as melhores opções para o seu companheiro.

 

Apostar na prevenção

A vacinação é a maneira mais eficaz de proteger o seu gato da leucemia felina. Este gesto é particularmente importante para os patudos com acesso ao exterior, e que assim têm contacto frequente com outros animais. Se tiver vários gatos e um deles estiver infetado, deve separá-los completamente e desinfetar as zonas contaminadas regularmente.

 

Na Petslowcost, trabalhamos para proteger o seu melhor amigo de quatro patas. Visite-nos!


WhatsApp disponível para qualquer questão