O que precisa de saber antes de ter um animal exótico em casa?

Seja um réptil, um pequeno mamífero ou uma ave, ter um animal exótico de estimação exige algumas precauções especiais que não devem ser descuradas: das restrições e exigências legais até à escolha do patudo mais adequado, passando pela preparação do habitat ou pela dieta. Para facilitar o momento do acolhimento e a adoção de rotinas saudáveis, a Petslowcost reuniu alguns conselhos imprescindíveis. Ora espreite.

 

Antes de acolher um animal exótico

O primeiro passo é, evidentemente, o da pesquisa. Antes de qualquer outra coisa, deve saber que existe um extenso leque de espécies de animais exóticos interditas à venda em Portugal, como são exemplos as jiboias, os primatas, os crocodilos ou um grande número de aves.

 

Após estas considerações, deve realizar uma pesquisa sobre os animais que mais se adequam a si, à sua rotina, ao seu estilo de vida e ao espaço de que dispõe. Procure conhecer aprofundadamente as características do patudo — do temperamento ao tamanho que poderá alcançar (as tartarugas, por exemplo, podem atingir grandes dimensões) —, e assim perceber se terá condições para o receber e atender às suas exigências.

 

Depois de tomada a decisão e adquirido o animal, por via dos meios legalmente autorizados para o fazer, é imprescindível que consulte um médico veterinário habilitado para o efeito. Aí, poderá esclarecer as suas dúvidas e tratar de todo o procedimento necessário à obtenção da licença municipal.

 

Cuidados a ter com o seu animal

Os cuidados necessários a ter com um animal exótico de estimação variam muito consoante a espécie. No caso dos répteis, por exemplo, é essencial que o terrário simule da melhor forma possível as condições naturais do seu habitat. Para isso, será necessário ter uma fonte de calor e uma fonte de ultravioletas. Fique a saber mais neste artigo.


No caso das aves ou dos pequenos mamíferos, como o porquinho-da-índia, o coelho ou o furão, é fulcral que a gaiola disponha sempre de espaço suficiente para que o animal se possa movimentar com liberdade. Além disso, é importante que atente nas necessidades de cada espécie para recriar da melhor forma possível as condições em que esta vive em estado selvagem.

 

Alimentação para animais exóticos

No que diz respeito à alimentação, deve ter sempre em conta as necessidades nutricionais específicas de cada patudo. Na Petslowcost, encontra uma grande variedade de rações e complementos alimentares especialmente formulados para um leque diverso de espécies.

 

Além disso, pode ser necessário que a dieta seja complementada com insetos e invertebrados, como acontece com os répteis, com sementes, no caso de algumas aves, ou verduras, se estivermos a falar de pequenos mamíferos.

 

 

Na Petslowcost, estamos preparados para o ajudar a cuidar do seu animal exótico. Esperamos a sua visita!


WhatsApp disponível para qualquer questão